Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Conmebol fala em voltar a jogar em setembro, mas reforça o compromisso com a saúde: “Não colocaremos ninguém em risco”

Pandemia ainda frustra os planos de continuidade da Conmebol

Sorteio da Copa Libertadores — Rafael Araújo

Com as duas principais competições de clubes já iniciadas, mas pendentes, a Conmebol segue trabalhando com a ideia de concluir tanto a Libertadores como a Sul-Americana dentro de campo. E, agora, mantendo o compromisso de minimizar os riscos, fala em um possível retorno em setembro.

Essa foi a tônica da importante entrevista dada por Gonzalo Belloso, diretor de desenvolvimento da Conmebol, ao “TyC Sports”.

“Nossa obrigação é encontrar o cenário certo para a atividade nas Copas voltar, mas temos que analisar a situação de cada país diante da pandemia e a ideia é que seja jogada o mais rápido possível. Será muito difícil, mas estamos fazendo tudo o máximo possível para que isso aconteça. Estamos organizando reuniões com todos os governos. O futebol é uma das muitas indústrias que sofrem com essa pandemia. O problema mais difícil que enfrentamos é o da migração de equipes e aeroportos. Queremos voltar a jogar as Copas (Libertadores e Sul-Americana) em setembro. Pouco a pouco, estamos tentando cumprir nosso papel e estamos ouvindo aqueles que mais conhecem”, considerou.

Diego Souza no clássico Gre-Nal da Libertadores — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Formatos seguem igual e possibilidade de desfecho em 2021

A entrevista ainda apresenta duas garantias por parte da entidade que comanda o futebol do continente. A primeira delas é que não está descartada a conclusão dos torneios deste ano em 2021. A outra é a certeza de que os formatos dos campeonatos não serão mudados com eles já em andamento.

“Se eles (os torneios) tiverem que terminar no próximo ano, terá que ser assim. Também temos que ver os calendários e torneios de cada país para determinar a classificação das Copas do próximo ano. Estamos trabalhando em estreita colaboração com os governos. Não colocaremos as vidas das pessoas em risco”, falou Belloso, para em seguida concluir:

“Essas Copas já estão em disputa e não podem ser modificadas. A zona do grupo precisa terminar . Nunca foi avaliado para jogar em um único local ou em um único país. Inicialmente, planejamos jogar lado a lado em um formato de ida e volta, nunca pensou em jogar uma única partida”.

Grêmio e Inter, que empataram em 0x0 na Arena no polêmico Gre-Nal inédito da Libertadores, lideram o Grupo E com 4 pontos.

Veja mais

Comentários