Ir para o conteúdo principal

Em um ano, Jean Pyerre só teve condições de jogo em dois meses e meio no Grêmio

Meia só regressará em novembro ao time titular.

O drama vivido pelo meio-campista Jean Pyerre é grande nos últimos tempos. O Grêmio confirmou que o jogador voltou a sentir dores musculares e, mesmo sem lesão detectada, precisará passar por um processo de fortalecimento muscular, ficando afastado por duas semanas.

E é justamente a distância dos gramados que tem chamado a atenção, já que em um período de um ano, o jovem gremista passou 9 meses e meio longe dos gramados.

Verdade que foram muitos motivos, entre eles a parada do futebol por quatro meses por conta da pandemia. De qualquer forma, desde setembro de 2019, quando Jean teve lesão muscular diagnosticada na coxa direita, o atleta passou cinco meses e meio em recuperação por razões clínicas.

Em setembro deste ano, os problemas se renovaram. Com lesão muscular de grau um na coxa direita, Jean Pyerre precisou de um mês de tratamento e, antes de regressar ao campos, testou positivo para Covid-19, sendo afastado por mais duas semanas.

Jean Pyerre em campo pelo Grêmio — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Com apenas 20 minutos jogados contra o São Paulo, no último sábado, o meia voltou a acusar dores musculares e por precaução clínica, será afastado por mais duas semanas para trabalhos preventivos. Há uma grande preocupação com o histórico médico que Jean tem desenvolvido, razão principal pela baixa minutagem do atleta com a camisa gremista.

A última partida do camisa 21 como titular foi diante do Caxias, na grande final do Campeonato Gaúcho, no dia 30 de agosto.

Comentários