Ir para o conteúdo principal

“Estamos fazendo de tudo”, diz presidente do Grêmio sobre tentativa de volta da torcida

Grêmio segue impedido de jogar com torcedores presentes

Silvio Avila / Getty Images

Restando apenas cinco jogos para o término do Brasileirão, o Grêmio ainda trabalha ativamente com o seu setor jurídico para reverter a decisão do STJD, que está mantendo a liminar que impede o clube de ter torcida. A punição ainda decorre das invasões de campo após a derrota para o Palmeiras, na Arena.

O presidente Romildo Bolzan Jr, em entrevista dada à Rádio Gaúcha nesta segunda, criticou o STJD e garantiu que o clube segue fazendo todos os esforços possíveis:

“A invasão de campo contra o Palmeiras resultou em duas ações, uma na esfera do judiciário estadual e outra no STJD, que fez um pedido de liminar para impedir o ingresso dos torcedores do Grêmio nos estádios. Depois da identificação dos 24 vândalos e dos procedimentos feitos pelo clube, fizemos um pedido de reconsideração que não foi atendido. Agora, estamos fazendo esse pedido novamente. Estamos fazendo de tudo para colocar a torcida de novo nas arquibancadas. Os 24 torcedores não podem ser algozes de 8 milhões. Quando existe a identificação, a orientação do Tribunal é de liberar o estádio”, disse.

Bolzan não entende o porquê do julgamento ainda não ter sido feito:

“Não existe pauta determinada. Existem situações que ocorreram posteriormente e já foram julgadas. Isso nos causa um prejuízo. Não temos a mínima noção de por que não foi julgado ainda. Temos outras soluções para ajustar uma conduta para que não ocorra desequilíbrio técnico, estamos trabalhando em todas as frentes para que nosso associado possa voltar ao estádio. Estamos em prejuízo flagrante”, ampliou.

Em 18° com 35 pontos, o Grêmio ainda não terá torcida nesta terça, 21h, diante do Flamengo.

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários