Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Everton admite dias difíceis com Covid-19 e projeta retomada com a camisa do Grêmio

Meia-atacante Everton volta ao convívio do elenco após superar a Covid

Everton comemora gol pelo Grêmio — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Ausente do time do Grêmio desde o dia 13 de setembro, o meia Everton já está de volta aos treinamentos e pode ser opção neste domingo, fora, às 16h, contra o Santos. Vítima da Covid-19, o jogador admitiu em entrevista ao UOL Esporte que viveu dias difíceis com o vírus.

“Tive febre durante alguns dias. Tive muita dor no corpo, dor de cabeça, dor no peito. Cansaço muito grande? [Foi] Bem pior do que eu imaginava que fosse ser. Fiquei 12 dias isolado e melhorei, fiz todos os exames e voltei aos treinos”, declarou.

Mas, agora, a felicidade pelo retorno ao convívio do elenco, bem como a vontade de jogar, é grande:

“O que eu mais quero no momento é voltar a estar com meus companheiros nos jogos. Foi muito complicado ficar fora dos jogos. Fiquei isolado e até agora quando voltei, tive que voltar aos poucos. Agora, eu comecei a treinar com meus companheiros e pouco a pouco estou voltando ao ritmo”, disse, antes de acrescentar:

“Eu tive um começo bom no Grêmio, chegar e ser campeão com um gol na final e tudo. No Brasileiro eu estava pegando ritmo, jogando 90 minutos. Infelizmente, tive a Covid-19, mas agora é pensar para frente. Pensar em recuperar logo o ritmo de jogo para ajudar”.

Clique aqui para receber todas as notícias do Grêmio em nosso grupo no Telegram.

Para Everton, a confiança recebida pelo técnico Renato Portaluppi é um dos trunfos para brilhar no Grêmio:

“Desde que cheguei, o Renato tem dado muita confiança. Grande treinador, muito identificado com o clube e que dá muita confiança ao jogador. Tem sido ótimo trabalhar com o Renato”, encerrou.

Veja mais em Jogadores do Grêmio.

Veja mais

Comentários