Ir para o conteúdo principal

Ex-Grêmio, Jael fala dos avanços do coronavírus no Japão: “Estamos preocupados”

Ex-centroavante do Grêmio resumiu como está o clima no Japão

Adorado pela torcida do Grêmio, clube pelo qual defendeu entre as temporadas de 2017 e 2019, o centroavante Jael atualmente defende o Matsumoto Yamaga, do Japão, e também se preocupa com o avanço da pandemia de coronavírus.

Por lá, já são cerca de quatro mil casos de pessoas infectadas pela Covid-19, enquanto o Brasil, na comparação, tem mais de 10.200.

“Estamos fazendo de tudo aqui no Japão para não ter um pico muito alto do coronavírus. O médico do clube falou aqui se alguém pegar o vírus, todos nós do elenco precisamos ficar em quarentena por 14 dias. Meus companheiros aqui de clube estão bem preocupados com toda essa pandemia do coronavírus”, disse o Cruel, antes de acrescentar:

“O Japão tem uma cultura de ser um país muito limpo. Pessoal segue trabalhando, mas com todos os cuidados. Uma cultura do povo é não cumprimentar com as mãos. Isso diminui a chance de contágio”.

De acordo com o jogador, a tendência é que a liga japonesa retorne em 9 de maio segundo as atuais previsões. Jael também deixou um recado aos brasileiros.

“Se tivesse que falar algo para o povo brasileiro, seria de respeitar as recomendações de isolamento social. Isso é fundamental neste momento”.

Por aqui, o Grêmio deu férias coletivas até 20 de abril por conta do coronavírus. As competições também seguem paradas.

Comentários