Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Dirigente do Grêmio defende espelhamento do calendário brasileiro com o Europeu: “Grande oportunidade”

A pandemia de coronavírus, que paralisou o futebol em todo o mundo, colocou em pauta o calendário de jogos no futebol brasileiro. Na opinião de Klauss Câmara, diretor-executivo do Grêmio, o Brasil deveria seguir a mesma fórmula do futebol europeu. Ou seja, o Campeonato Brasileiro teria início em setembro e terminaria em maio do ano seguinte. Jogos de Libertadores e Sul-Americana, além da Copa do Brasil, aconteceriam em paralelo.

A ideia defendida pelo dirigentes do Grêmio é uma das que circulam nos corredores da CBF. Contudo, a tendência não é pela alteração completa do calendário competitivo. Algumas sugestões vão no sentido de uma disputa compacta do Brasileirão, ou seja, resumir a competição a um único turno. Também há quem defenda a utilização de algum tipo de formulismo.

Não há previsão de retomada dos jogos. A única entidade que criou expectativas de retorno foi a Conmebol. Segundo ela, a Copa Libertadores deve ter jogos a partir da primeira semana de maio.

Clauss Cârama opina sobre calendário brasileiro de futebol

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Veja mais

Comentários