Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Funcionário de Fernando, ex-Grêmio, segue preso na Rússia após um ano: “Sentimento de revolta”

Robson Oliveira, motorista, entrou na Rússia com medicação proibida no país e foi acusado de tráfico de drogas

Volante Fernando pelo Spartak Moscou — Divulgação

Faz um ano que Robson Oliveira, de 47 anos, está preso na Rússia. Ele era motorista particular do volante Fernando, ex-Grêmio. Em março de 2019, ele foi aprisionado no país sob acusação de tráfico de drogas. Na bagagem, sem saber, carregava Cloridrato de Metadona, remédio proibido na Rússia, mas que no Brasil serve para tratar de dores nas costas. O medicamento era para o sogro do jogador.

Em depoimento ao público no ano passado, Fernando confirmou que os remédios pertenciam a Willian Pereira Faria, o pai de sua esposa. O verdadeiro dono dos medicamentos, contudo, nunca prestou depoimento para a polícia russa, tornando a espera pela liberdade de Robson Oliveira ainda mais longa.

“Todos os momentos (aqui na Rússia) são difíceis. Não tem nenhum momento fácil. Todos os dias são as mesmas coisas, não faço nada. Natal, Ano Novo e Carnaval, pra mim, estão sendo indiferente ultimamente”, disse Robson em entrevista para a TV Globo.

Motorista Robson Oliveira, preso na Rússia — Reprodução / TV

Fernando trocou o Spartak Moscou, da Rússia, pelo Beijing Guoan, da China, em julho do ano passado. O jogador segue pagando os advogados de defesa de Robson Oliveira.

“Até onde eu sei, ele não está fazendo nada. Nem ele e nem a família dele. Então eu quero que ele me tire daqui, porque eu nunca cometi crime nenhum no Brasil e não iria cometer aqui, num país onde eu não conheço nada e não conheço ninguém. Eles não estão fazendo nada, eu quero que ele me tire daqui”, completou.

Robson Oliveira não sabia que estava carregando medicação proibida na nas malas que pertenciam a família do jogador. Segundo ele, a informação passada pelos familiares era de que nas bagagens haviam apenas roupas e alimentos.

“Eu fui preso sem saber o que eu tinha na mala. Eles me informaram que o que eu tinha na mala eram roupas e mantimentos alimentícios”, disse.

Segundo a TV Globo, em contato com um advogado russo que atuou na defesa do motorista no início do caso, a tendência é de que Robson Oliveira siga preso na Rússia com a pena mínima de sete anos de detenção.

Volante Fernando pelo Grêmio em 2013 — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Natural de Erichim, Fernando foi revelado para o futebol no Grêmio. Entre as temporadas de 2009 e 2013, disputou 140 partidas e marcou 11 gols pelo Tricolor. Na Europa, passou por clubes como Shakhtar (UCR) e Sampdoria (ITA), além do Spartak Moscou (RUS).

Veja mais

Comentários