Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Grêmio se irrita com postura do Flamengo e promete não jogar no dia 15 se tiver torcida

Direção gremista adota postura dura em relação ao Flamengo.

Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio já está decidido: caso tenha torcida no Maracanã no dia 15, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil, o clube não entrará em campo. O impasse tomou forma nesta quarta-feira com a liberação da Prefeitura do Rio de Janeiro para que o time carioca faça “eventos-teste” a partir deste duelo.

Em campo, a situação gremista é quase irreversível tendo perdido por 4×0 na Arena na partida de ida ainda no mês passado.

“Não tivemos público no jogo de Porto Alegre e agora o Flamengo poderá ter. Não aceitamos e se isso for confirmado, o Grêmio não entra em campo. O Flamengo vive um mundo à parte, faz o que quer e não consulta ninguém. Há regras a cumprir e nossa capacidade de conviver é pelas regras. A CBF diz que não terá público em nenhum dos jogos e isso vale para nossa vida comum. Se não, vira o caos. Se o Grêmio não entrar em campo, estará cumprindo a regra da CBF”, colocou o diretor-jurídico do Grêmio Nestor Hein à Rádio Guaíba.

Os eventos-testes que a Prefeitura do RJ liberou o Flamengo a fazer tem os seguintes detalhes:

1 – Flamengo x Grêmio – 15/09 (Copa do Brasil)

Capacidade: 24.783 pessoas (aprox. 35%)

2 – Flamengo x Grêmio – 19/09 (Brasileiro)

Capacidade: 28.324 (aprox. 40%)

3 – Flamengo x Barcelona de Guayaquil – 22/09 (Libertadores

Capacidade: 35.045 (aprox. 50%)

O Flamengo também anunciou, em comunicado oficial, que não vai participar da reunião do Conselho Técnico da CBF, nesta quarta-feira. A alegação do clube é de que “escapa à competência desportiva da CBF, está reservado às autoridades locais e colide com a decisão proferida pelo STJD”.

Veja mais em Copa do Brasil.

Comentários