Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Herrmann explica declaração polêmica sobre “torcedor comum” e nega teor pejorativo

Dirigente garantiu respeitar todos os torcedores gremistas

Lucas Uebel/Grêmio

Em resposta a um torcedor nas redes sociais, o vice-presidente de futebol gremista Marcos Herrmann teve um áudio vazado abordando exatamente a polêmica do “torcedor comum”, que foi expressão utilizada por ele próprio após a derrota de 2×0 para o Juventude.

Na coletiva, ele fez referência que este tipo de torcedor não estaria no dia a dia do CT acompanhando o trabalho do técnico Tiago Nunes, mantido no cargo.

“Quando a gente fala em “torcedor comum”, a gente fala na massa torcedora que não tem acesso à diretoria, que às vezes não é sócio, que é a grande maioria da população e não tem nada de pejorativo aí. Quem faz a interpretação de texto entende perfeitamente essa questão. Isso foi interpretação maldosa. Maldade. Entenda, eu tenho o maior respeito pelo torcedor”, garantiu Herrmann no áudio vazado.

A declaração que irritou a torcida foi feita da seguinte maneira por Herrmann:

“A gente compreende isso (pedidos de demissão de Tiago Nunes), mas o torcedor comum não está aqui no CT vendo o trabalho. Eu lembro que, não faz muito tempo, o Tiago pegou o time com instabilidade, estabilizou e fez uma sequência de vitórias. Aqui no próprio Grêmio. Agora estamos em uma fase ruim e evidentemente fizemos essa cobrança a ele. Precisamos de resultados. Ele sabe disso e quer isso. Temos três dias para remobilizar o grupo”, declarou o dirigente ainda na quarta.

Em crise, o Grêmio tenta começar a viver dias melhores a partir de domingo, 20h30, recebendo o Atlético-GO, na Arena.

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Comentários