Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Hoje na França, Caio Henrique comenta saída precoce do Grêmio

Jogador assinou contrato por cinco temporadas com o Monaco, da França

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O lateral-esquerdo Caio Henrique, que hoje atua no futebol francês, com a camisa do Mônaco, teve uma passagem rápida pelo Grêmio. O jogador atuou por cinco partidas e foi chamado de volta pelo Atlético de Madrid, da Espanha, e o torcedor gremista ficou sem entender muito bem a situação.

Em entrevista ao site “UOL Esporte”, o lateral deu detalhes sobre como aconteceu a sua saída do Grêmio e transferência para o Mônaco.

“Eu tinha um contrato de empréstimo com o Grêmio, só que o contrato tinha uma cláusula que até o meio do ano o Atlético poderia me chamar de volta. E a gente, no início do ano, não imagina que a Covid-19 tomaria aquelas proporções. Quando eu fiz os cinco jogos, o campeonato paralisou, fiquei um mês mais ou menos sem treinar. Foi quando o Atlético ativou a cláusula. Eu volto para Madri, chego e testo positivo para Covid. A princípio, eu voltaria já para treinar e fazer a pré-temporada com o clube. Fiquei um mês afastado por causa da Covid e é quando surge o interesse do Monaco. Eu tinha na mente também pedir um empréstimo para jogar, porque eu via naquele momento que seria muito difícil jogar na equipe do Atlético de Madri e teve essa oferta do Monaco de compra. Foi muito boa para mim, me apresentaram o projeto e eu acabei aceitando”, afirmou Caio Henrique.

O jogador de 23 anos vinha de uma boa temporada com o Fluminense e quando chegou ao Grêmio disputava vaga com Cortez. Após cinco jogos, porém, o jogador foi chamado de volta pelo Atlético de Madrid.

Caio Henrique assinou contrato com o clube francês por cinco temporadas. O Mônaco desembolsou cerca de 8 milhões de euros pelo lateral.

Comentários