Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Ídolo do Corinthians, Cássio relembra decisão de ter saído do Grêmio

Atualmente, arqueiro segue como titular de seu atual time

Reprodução

Hoje ídolo do Corinthians, tendo vencido tudo pela equipe paulista desde 2012, o goleiro Cássio é cria da base do Grêmio, onde teve poucas chances no profissional e foi vendido em 2007. O destino foi o PSV, da Holanda, que pagou cerca de 1,5 milhão de euros para tê-lo. Ele relembrou bastidores da saída em entrevista ao jornalista Duda Garbi:

+ O desabafo do ex-gremista Jean Pyerre após marcar golaço diante do Palmeiras

“Pros dois lados foi boa a venda. E ainda tinha o Marcelo, goleiro da base, que teve espaço no profissional depois. Tem vezes que o clube precisa, que o jogador quer. Tem muita coisa de bastidores do futebol. Lembro que depois do vice da Libertadores de 2007 saíram jogadores e começou uma reformulação no clube”, comentou.

Conversa para saída

Cássio relembra ter tido uma conversa bem franca com o presidente da época, que era Paulo Odone:

“Eu lembro que teve uma proposta quando eu estava no Sul-Americano com a Seleção, mas o Grêmio queria esperar o Mundial sub-20. Tínhamos uma seleção boa, com David Luiz, Marcelo, Renato Augusto, mas não fomos bem e caímos para a Espanha. Quando voltei pro Grêmio, apareceu a proposta do PSV. Era de 1,5 milhão de euros. O presidente Odone na época me chamou e disse que me via como o goleiro do futuro do Grêmio, mas avisou que não tinha como me pagar o que me ofereceram lá. Eu fiquei na dúvida na época da minha decisão”, completou.

Veja mais em Ex-jogadores do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários