Ir para o conteúdo principal

Abrahão anuncia demissões e lamenta saída de Maicon no meio do campeonato

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Os primeiros cortes no Grêmio visando 2022 foram comunicados de forma oficial pelo vice-presidente de futebol Denis Abrahão. Nesta segunda-feira, durante o período da tarde, o dirigente confirmou que o auxiliar Thiago Gomes e o coordenador Marcelo Oliveira não permanecerão no clube para o próximo período.

“Viemos anunciar a saída do nosso querido ex-lateral esquerdo e coordenador-técnico Marcelo Oliveira, que se desligou do grupo hoje. Uma decisão difícil de tomar, mas oportuna. Definida, acatada e tomada. Ponto. Chamei o auxiliar técnico permanente Thiago (Gomes) e também o desliguei do quadro de funcionários do clube. Dois grandes profissionais (Marcelo Oliveira e Thiago Gomes) que não fazem mais parte do Grêmio iniciando reformulação do departamento de futebol. Devido ao aspecto financeiro, tivemos que sacrificar estes dois grandes profissionais, que farão falta para o clube”, explicou o gestor.

Em outro trecho da coletiva, ao falar das causas que levaram o Grêmio ao terceiro rebaixamento na história, Abrahão lembrou até mesmo da saída de Maicon:

“Não vi gestão no departamento de futebol. Um cara do tamanho e da grandeza do Maicon não pode sair como saiu. É mortal, é brutal. Isso é um canhão dentro do vestiário”, lamentou.

Confira a íntegra da entrevista:

Assistir vídeo no YouTube: Vídeo do YouTube