Ir para o conteúdo principal

André diz que planeja ‘criar raízes’ no Grêmio

O surgimento no futebol brasileiro não poderia ter sido melhor. Ao lado de nomes como Neymar e Ganson, André brilhou com a camisa do Santos em 2010 e foi um dos principais destaques do Peixe campeão estadual e da Copa do Brasil naquele ano. As boas atuações renderam chance na seleção brasileira, mas a partir da primeira ida à Europa o centroavante não parou mais de rodar em diferentes clubes.
[bn]50[/bn]
Ainda em 2010, foi negociado ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, onde pouco ficou e foi emprestado ao Bordeaux, da França. Em 2011, voltou ao Brasil para defender o Atlético-MG e aí iniciou uma saga entre Vasco, Corinthians, Sporting e Sport até parar no Grêmio. Mas agora, com contrato até 2021, ele diz que planeja "criar raízes" no tricolor.

"Tenho me cobrado para criar raiz nos lugares e acho que chegou a hora certa, no clube certo", avaliou o centroavante em entrevista concedida ao programa Seleção SporTV, do canal a cabo SporTV, nesta segunda-feira.

E o batismo no tricolor gaúcho não poderia ter sido melhor. Logo em sua estreia, no sábado, ele fez o gol da vitória gremista pelo placar de 1×0 sobre o Cruzeiro, fora de casa, na partida de abertura do Brasileirão. "A nossa partida só surpreendeu quem não vinha acompanhando muito o Grêmio. Pra nós foi a continuidade daquilo que já estamos fazendo", comentou sobre o jogo.
[bn]51[/bn]
Mas, agora, André terá uma folga forçada. Na terça-feira, ele não estará em campo fora de casa contra o Cerro Porteño por não estar inscrito na Libertadores. No domingo, ele volta a campo na Arena, contra o Atlético-PR, pelo Brasileirão.
 

Voltar para o topo