Ir para o conteúdo principal

Candidato planeja ter Tcheco ao lado de Renato no Grêmio em 2023

Geraldo Bubniakx / FotoArena

Atuando como treinador de futebol desde 2018, Tcheco conversa com Alberto Guerra, candidato à presidência do Grêmio, sobre a possibilidade de retornar ao clube na próxima temporada para trabalhar ao lado do técnico Renato Portaluppi.

+ Ex-Grêmio, Tiago Nunes pode comandar equipe sul-americana na Libertadores de 2023

De acordo com a Rádio Gre-Nal, Alberto Guerra manteve contatos com Tcheco nos últimos dias para tratar sobre a possibilidade, mas ainda não avançou nas tratativas com o ex-jogador do clube.

Tcheco recentemente assumiu o comando do Azuriz, clube de empresários recém fundado que fica localizado na cidade de Pato Branco, no Paraná. A equipe, inclusive, surpreendeu nesta temporada ao chegar até a terceira fase da Copa do Brasil, eliminando, por exemplo, o Mirassol, que tirou o Grêmio da competição.

Aos 46 anos, Tcheco deu início à carreira de treinador em 2018, no Coritiba. De lá para cá, passou por equipes como Barra-SC, Rio Branco-PR e Cascavel-PR.

Qual seria a função de Tcheco no Grêmio?

Se contratado, Tcheco chegaria ao Grêmio para trabalhar ao lado de Renato, mas na condição de auxiliar-técnico do clube, e não do treinador, como Alexandre Mendes, por exemplo. A diferença é que se Renato fosse demitido, Tcheco seguiria no tricolor para contribuir com a nova comissão técnica.

Voltar para o topo