Ir para o conteúdo principal

Comentarista vê Grêmio bem mais forte que o Inter: ‘Estão em universos diferentes’

Com duas vitórias em clássicos Gre-Nais em um curto espaço de apenas uma semana, mantendo um placar de 5×1 no agregado dos dois jogos, a superioridade do Grêmio sobre o Inter começa a chamar a atenção do Brasil inteiro. Nesta segunda-feira, a atual fase das duas equipes foi tema de debate do programa Bate Bola, da ESPN Brasil, e o jornalista Eduardo Tironi resumiu o panorama dos dois gigantes de Porto Alegre: "Estão em universos diferentes".
[bn]50[/bn]
"Claro que, por ser um clássico, de repente esses resultados possam surpreender. Mas é só parar pra analisar que um time é o atual campeão da Libertadores, vice-campeão Mundial e campeão da Recopa, com uma base mantida já há no mínimo três anos, e outro foi o segundo colocado da Série B. Então nesse momento Grêmio e Inter estão em universos diferentes", avaliou.

Segundo ele, a tese que diz que em clássico "tudo pode acontecer" e que "o time pior pode vencer o melhor" não se aplica no atual momento do futebol do Rio Grande do Sul. O comentarista vê o Grêmio bem acima do Inter e encara com naturalidade os recentes resultados.

"Até teve o componente da fase naquele cabeceio do Rodrigo Dourado. Talvez se a bola entrasse… Mas não. Sendo clássico ou não, o time que é melhor sempre vai levar vantagem. Hoje o Grêmio está em outro nível", reforçou, fazendo referência ao cabeceio do volante colorado logo no início do Gre-Nal 414.
[bn]51[/bn]
Sem perder clássicos já há seis Gre-Nais – desde novembro de 2015 -, o Grêmio volta a enfrentar o Inter nesta quarta-feira, a partir das 21h45, no Beira-Rio, pela volta das quartas de final do Gauchão. Como venceu a ida por 3×0, o tricolor tem boa vantagem para concretizar a classificação à semi do estadual.
 

Voltar para o topo