Ir para o conteúdo principal

Como um documentário da Netflix “ajudou” o Grêmio a contratar Suárez

Suárez comemora gol – Foto: Lucas Uebel / Grêmio

Diretor de futebol do Grêmio, Antonio Brum, deu mais detalhes da ideia da vinda de Luis Suárez ao clube, algo que, segundo ele, ganhou força a partir da visualização do documentário “O Caso Figo”, na Netflix. A produção retrata a forma como o português saiu do Barcelona para jogar no Real Madrid.

+ Dirigente do Grêmio adota postura duríssima em relação a Jean Pyerre

“No meio disso tudo eu assisti o documentário “O Caso Figo”, na Netflix, que retratava a forma como o Real Madrid contratou o Figo do Barcelona, isso antes mesmo do Florentino Pérez vencer as eleições. Isso fermentou a minha cabeça. É muito bom o documentário, por sinal. No outro dia, seguimos em contato entre nós da direção”, disse Brum em entrevista ao podcast “Papo Copero”

O diretor de futebol admite ter sido o “pai” da ideia da vinda de Luis Suárez, mas divide os méritos com toda a equipe de trabalho da direção:

“Sempre teve esse negócio da identificação dos uruguaios com o Grêmio. Eu achava que o “pacote Suárez” traria tudo que ele trouxe. Eu pensei: ele está no Nacional, do Uruguai, não custa nada dar uma conversada para saber se viria ao Brasil. É perto do Uruguai, não é o Rio de Janeiro ou São Paulo. Quando sentimos que o Guerra tinha chance de ganhar, começamos a estreitar a relação com os empresários desses jogadores. A ideia inicial foi minha, mas uma equipe trabalhou para isso acontecer”, explicou.

Suárez em campo de novo

Relacionado, Luis Suárez será a atração do Grêmio na partida de logo mais, 16h30, na Arena, diante do Aimoré, em nova rodada da primeira fase do Gauchão.

Voltar para o topo