Ir para o conteúdo principal

Dirigente esfria sobre Michael no Grêmio: “Não há negociação”

Paula Reis / Flamengo

O vice de futebol do Grêmio, Paulo Caleffi, tratou de esfriar sobre a possível contratação de Michael pelo tricolor. O atacante está no Al-Hilal, da Arábia Saudita, e tem o desejo de retornar ao futebol brasileiro. Se possível, gostaria de trabalhar novamente com Renato, com quem obteve enorme sucesso no Flamengo.

+ Como o Grêmio mira quase R$ 100 milhões com venda de jogadores em 2023

Em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, Paulo Caleffi colocou panos quentes no assunto. Conforme o dirigente, não há nenhum tipo de negociação no momento, apenas o desejo de Michael em voltar a dividir o vestiário com o técnico Renato Portaluppi.

Não tem negociação com o Michael. É sempre importante deixar isso claro. Tenho reiterado aqui que o clube a qual ele está vinculado permanece com uma restrição para realizar novas contratações e isso dificulta negociações, no caso do Michael, especificamente”, disse Caleffi, antes de completar:

“Nós não temos qualquer acerto com o atleta. O que há, sim, é uma vinculação grande que ele possui com Renato, e os contatos se deram a partir disso. Não há qualquer tratativa em andamento com o Michael. É importante deixar claro para que o torcedor não gere uma expectativa demasiada em relação a chegada deste atleta”.

Na mira do Grêmio, Michael interessa ao Palmeiras

O Palmeiras se colocou ao lado do Grêmio como um dos interessados na contratação de Michael, tratando o atacante como uma prioridade. A equipe paulista, no entanto, esbarra no mesmo problema que o Grêmio: a relutância do Al-Hilal em liberar Michael até que o transfer-ban imposto pela Fifa seja liquidado.

Voltar para o topo