Ir para o conteúdo principal

Ex-dirigente do Grêmio minimiza debate sobre priorizar competições

O Grêmio se encontra naquele momento da temporada em que os jogos se sucedem – e por competições diferentes. Envolvido em três "frentes", Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil, o tricolor já começou a preservar titulares no Brasileirão, como no sábado contra o Botafogo, mas evita publicamente estabelecer uma prioridade.
[bn]50[/bn]
Esse debate, na avaliação do ex-vice de futebol Odorico Roman, que esteve no vestiário durante todo o ano de 2017, não é importante. Ele entende que nesse momento da temporada o melhor a fazer é "administrar" o grupo.

"Leio debate sobre “priorização”. Isso não existe. Administra-se, tentando fazer o melhor em todos. Preferência pode haver, ao gosto. LA: desportivamente, inigualável e Tetra só o Grêmio seria no BR. CdoB: melhor em $$$ e Hexa inédito. Brasileiro: pelo tempo sem gaúchos ganharem", escreveu, no seu Twitter:
 


No sábado, Renato Gaúcho optou por mandar a campo um time formado por reservas, apenas com o acréscimo do atacante Luan. Já na reta final do jogo no Engenhão, o Grêmio acabou castigado e perdeu por 2×1.
[bn]51[/bn]
Nesta terça-feira, a partir das 19h15, os titulares retornam e o tricolor recebe o Cerro Porteño pela Libertadores.

Voltar para o topo