Ir para o conteúdo principal

Grêmio: Kannemann fala sobre estreia da Argentina na Copa do Mundo: “Triste”

Reprodução / Grêmio FBPA

Em participação na live “Vamos Catar o Hexa”, a convite do jornalista Duda Garbi, o zagueiro Walter Kannemann admitiu ter ficado “triste” com a estreia da Argentina na Copa do Mundo. De forma surpreendente, o time “hermano” levou uma virada de 2×1 para a Arábia Saudita, se complicando na chave.

+Empresário de Kannemann reclama de demora do Grêmio e revela detalhes do impasse

Porém, o defensor do Grêmio não perde a esperança na classificação dos colegas às oitavas. Ele confia em vitórias sobre México e Polônia no complemento da chave.

“Triste, né? O resultado não era esperado, mas nos próximos dois jogos a Argentina vai bem. Hoje foi um jogo onde tudo deu errado. Basta pegar os números. Nunca joguei uma Copa, mas deve ter muito nervosismo sim. Se vê pelo rosto dos jogadores. Quando um time fica muito tempo sem perder, um dia chega. Argentina começou ganhando, teve gols anulados. A história poderia ser outro. Depois, o rival achou um gol e tudo fica nivelado. Rival cresceu e as coisas aconteceram assim”, disse.

Kannemann vai ficar no Grêmio?

Nesta quarta, o empresário Martin Waimbuch falou das negociações ao site GZH e sugeriu a realização de um novo contrato de quatro anos com manutenção da faixa salarial. Kannemann, na entrevista dada acima, desconversou sobre o tema e falou apenas da sua reapresentação para a pré-temporada no dia 7.

“Eu tenho que voltar no dia 7 de dezembro e ficar até o dia 31. É até onde vai o contrato. Depois eu não sei”, comentou o zagueiro canhoto.

Voltar para o topo