Ir para o conteúdo principal

Leonardo Gomes pensou em abandonar o futebol após lesões no Grêmio

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Foram longos três anos sem iniciar uma partida como titular do profissional do Grêmio. Após cirurgias em seu joelho direito, o jogador Leonardo Gomes enfim está de volta ao convívio do grupo, sendo usada de forma mais constante pelo técnico Renato Portaluppi.

+ Renato autoriza empresário a conversar com os dois candidatos à presidência do Grêmio

Na véspera da partida fora de casa contra o Tombense, pela Série B, o lateral-direito fez um relato comovente sobre tudo que passou nos últimos tempos:

“Foi um período longo. Foi difícil. Pensei em parar de jogar futebol. Busquei ajuda psicológica. Isso me ajudou bastante. O mais importante para o jogador é a cabeça. Com a cabeça boa, você supera qualquer dificuldade. Com a ajuda da minha família e dos meus companheiros, consegui dar a volta por cima”, disse Léo, antes de ampliar:

“Não foram três anos fáceis. Eu voltava e machucava. Tinha de operar de novo. Depois parei de operar e vieram as lesões musculares. Isso mexeu muito com a minha cabeça. Machuquei com o Renato. Passaram vários treinadores. É coisa de Deus o Renato voltar e me dar a oportunidade. Agora é só pensar em coisas boas. Fechar a Série B jogando para evoluir fisicamente e tecnicamente”.

Leonardo Gomes deseja permanecer no Grêmio

Léo Gomes é um dos jogadores do atual plantel do Grêmio com contrato até dezembro, mas a sua ideia é permanecer:

“Eu espero sempre evoluir e mostrar o meu potencial. O professor já me conhece. Vou buscar dar o melhor melhor. É uma oportunidade de aparecer (partidas restantes na Série B). O futuro a Deus pertence. Tem eleições no clube. A minha vontade é de permanecer. Se permanecer, vou ficar muito feliz. Caso não fique, só tenho a agradecer a quem me ajudou no clube”, terminou.

Voltar para o topo