Ir para o conteúdo principal

Queda de treinador no México abre caminho para Grêmio contratar Carballo

Getty Images

O Grêmio pode ter dado um passo importante nas negociações por Felipe Carballo, volante que pertence ao Nacional, do Uruguai. O León, do México, que também tentava a contratação do jogador, deve desistir do negócio.

+ Alvo do Grêmio, Pitta está livre de punição da Fifa e interessa a novo rico do futebol brasileiro

Carballo era uma exigência do técnico português Renato Paiva para o León, mas o treinador pediu demissão da equipe mexicana nesta segunda-feira após problemas com a diretoria.

De acordo com informações do repórter argentino César Luis Merlo, Renato Paiva se incomodou com a falta de apoio dos dirigentes do León para retirada de alguns jogadores do elenco. Outrossim, o treinador contestou a demora para chegada de reforços.

Na última semana, o Gremistas antecipou que Felipe Carballo, do Nacional, era uma exigência do treinador português, que via no volante qualidade técnica diferenciada e capacidade de liderança. O León, então, entrou na disputa com o Grêmio pela contratação do volante, mas com a saída do treinador, tende a desistir da negociação.

Eleito o melhor jogador do último campeonato uruguaio, Felipe Carballo negocia para jogar no Grêmio há cerca de dois meses. O volante foi procurado por Alberto Guerra, então candidato à presidência do tricolor, para se transferir para o clube caso ganhasse as eleições.

Assim que foi eleito, o presidente Guerra apresentou uma oferta ao Nacional pelo meio-campista. O valor é de aproximadamente 3 milhões de dólares, cerca de R$ 16 milhões.

Como estão as negociações entre Grêmio e Carballo?

Grêmio e León haviam encaminhado propostas parecidas ao Nacional para compra do meio-campista. A equipe uruguaia, então, decidiu vender para que aceitasse pagar mais. Agora sem os mexicanos, o tricolor tem caminho aberto para contratar Felipe Caballo.

Voltar para o topo