Ir para o conteúdo principal

Renato reclama de anti-jogo do Brasil e diz que entraria na justiça se fosse torcedor

Reprodução / Grêmio TV

O técnico Renato Portaluppi demonstrou enorme insatisfação com o anti-jogo praticado pelo Brasil de Pelotas diante do Grêmio, nesta quarta-feira, na Arena. O tricolor conseguiu vencer pelo placar de 1 a 0, com gol de Luis Suárez no apagar das luzes.

+ Após discussão e catimba, goleiro reconhece qualidade de Suárez: “O bicho é bom”

Em sua entrevista coletiva de pós-jogo, Renato ironizou ao afirmar que entraria na justiça se fosse torcedor para reaver metade do valor do ingresso, já que em apenas um dos tempos da partida houve a prática do futebol.

“(Só teve) 48 minutos de bola rolando? Isso é um esculacho… Se eu sou o torcedor, entro na justiça para pedir meu dinheiro de volta, só vi meio jogo”, disse Renato.

Com um jogador a menos desde o início do segundo tempo, o Brasil de Pelotas usou e abusou da cera, tanto que a arbitragem deu doze minutos de acréscimo em virtude das sucessivas paralisações durante o jogo para atendimento médico de atletas do time visitante.

Renato incomodado também com o “X9” do Grêmio

Após o jogo, o técnico Renato Portaluppi também demonstrou enorme irritação com o responsável por vazar as escalações do Grêmio para a imprensa. Questionado sobre o time que vai a campo contra o São José, o treinador voltou a ironizar:

“Acho que essa pergunta você pode fazer pro nosso X9. Ele vai dizer o time que vai jogar no fim de semana”.

Voltar para o topo