Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Por onde andam os campeões gaúchos com o Grêmio em 2010

Foi no já distante 2 de maio de 2010 que o Grêmio venceu pela última vez o Gauchão. Comandado pelo técnico Silas, o tricolor mostrou força e apego ao regulamento para barrar o Inter na final. Depois de vencer o jogo de ida no Beira-Rio por 2×0, a conquista veio até com uma derrota por 1×0 na volta, no velho estádio Olímpico.

De lá para cá, o Grêmio não conseguiu mais mandar no estado e chegou no máximo aos vice-campeonatos nos anos de 2011, 2014 e 2015. Agora, se aproxima de uma nova decisão estadual para tentar quebrar esse tabu. Amparados pela vantagem de 3×0 fora de casa na ida, os azuis recebem o Avenida nesta quarta-feira pela volta da semifinal.

Naquela tarde de maio, o Grêmio conquistou a taça com Victor, Edílson, Ozeia, Rodrigo e Neuton; Adílson, Willian Magrão, Douglas e Leandro; Jonas e Borges. E por onde andam os titulares?

Victor: Seguiu no Grêmio até 2012. Depois, foi vendido ao Atlético-MG, onde segue como titular absoluto até hoje.

Edílson: Foi tricampeão da Libertadores pelo Grêmio em 2017. Na virada de ano, aceitou uma proposta mais lucrativa do Cruzeiro e hoje defende o time de Mano Menezes.

Ozeia: Sem clube desde que saiu do Moto Club, em 2017.

Rodrigo: Atualmente está sem clube depois de ter sido um dos pivôs do rebaixamento da Ponte Preta em 2017.

Neuton: Depois de rodar por clubes intermediários da Europa, como Udinese e Albacete, ele está no Doxa, do Chipre.

Adílson: É companheiro de Victor, no Atlético-MG.

Willian Magrão: Após passar por equipes brasileiras de menor expressão, Magrão se firmou no Juárez, do México.

Douglas: Desses 11, é o único que ainda joga no Grêmio. Está se recuperando de grave lesão no joelho.

Leandro: Está aposentado desde 2016, quando jogou a terceira divisão paulista pelo Catanduvense.

Jonas: É um dos principais nomes do Benfica, de Portugal.

Borges: Sem clube desde que deixou o América-MG, em 2016.

 

Veja mais em Sem categoria.

Comentários