Ir para o conteúdo principal

Rebaixamento para a série B pode significar perda de até R$ 70 milhões em receitas

Tricolor deve, nas próximas semanas, realizar reformulações no elenco

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

A queda do Grêmio para a série B pode significar uma perda de receitas de até R$ 70 milhões para a próxima temporada.

A receita de TV do Grêmio em 2021 esteve próxima dos R$ 110 milhões e com a queda vai ter o seu valor alterado em, pelo menos, R$ 60 milhões para a próxima temporada. O Grêmio tem negociado um contrato que paga um valor próximo dos R$ 50 milhões ao clube pelo pay-per-view.

Sem contar na premiação do Campeonato Brasileiro que teve, em 2021, o valor de R$ 11 milhões para o 16º colocado, que é o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Menos receita gerará reformulações

Com menos receita, o Tricolor não conseguirá manter a sua folha salarial conforme aconteceu em 2021. O valor mensal do clube com futebol girava na casa dos R$ 14 milhões e esse patamar é impraticável para a segunda divisão em 2022.

Nas próximas semanas o Grêmio deve acertar algumas renegociações e, inevitavelmente, algumas rescisões contratuais.

Veja mais em Bastidores.

Você pode gostar

Comentários