Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Renato comemora vitória, mas deixa claro que queria mais gols

Nem mesmo a vitória por 2×0 sobre o Goiás, fora de casa, agradou completamente o sempre exigente técnico Renato Gaúcho. Por ter tido um jogador a mais no segundo tempo, e para ter um conforto maior para o duelo da volta, o treinador gostaria que o Grêmio tivesse feito mais gols no embate de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

"Temos que comemorar, sim. A gente sabia que seria o jogo da vida deles, apesar de terem se fechado bastante, e o Grêmio criado bastante. Pelo que fizemos, merecíamos um placar maior. Criamos muito desde o primeiro tempo, não conseguimos fazer os gols. Poderíamos ter feito mais no segundo", avaliou o comandante gremista.

Em busca de um placar mais dilatado, Renato chegou a tirar um zagueiro para colocar mais um atacante. Kannemann, que sofreu uma pancada na cabeça em dividida com o próprio companheiro Cortez, deu lugar a André, em uma inusitada substituição.

"O Kannemann estava um pouco tonto devido à pancada na cabeça. Mas o objetivo era esse de fazer o terceiro gol, de aumentar ainda mais a vantagem, tínhamos um homem a mais. Tivemos chances, mas não conseguimos fazer. É uma boa vantagem. Mas infelizmente a gente se precipitou em algumas jogadas e não aconteceram mais gols", finalizou.

O calendário gremista, agora, apresenta dois jogos por duas competições diferentes: Botafogo, fora de casa, sábado pelo Brasileirão, e Cerro Porteño, na Arena, terça-feira, pela Libertadores.

Veja mais em Sem categoria.

Comentários