Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Roger admite que começa a pensar no time com dupla de centroavante juntos

Dupla de atacantes pode ser vista de forma fixa a partir de agora

Foto: Mauro Horita

Uma das poucas coisas do Grêmio que foi do agrado do técnico Roger Machado contra o Ituano, no empate em 1×1 em Itu-SP, nesta segunda-feira, foi a dobradinha feita por Elkeson e Diego Souza a partir do segundo tempo. E, desde já, o treinador passa a considerar essa formação para o início dos novos jogos.

Após um primeiro tempo bem ruim de seu time, Roger abriu mão do esquema que normalmente usa e foi para um tradicional 4-4-2, também com ingresso de Campaz.

+ Bruno Alves reclama que Grêmio está perdendo as “divididas” e admite que postura precisa mudar

“Gostei do que vi hoje no segundo tempo. Eu ganho o peso de dois artilheiros, que pode ser distribuído em gols. Isso é importante. Tudo é possível, vamos avaliar cada jogo e a necessidade que temos”, colocou, antes de alertar o clube sobre a campanha:

“Só a camisa do Grêmio não vai nos adiantar para o acesso. A intensidade tem que ser a mesma do primeiro ao último minuto. Hoje a gente não conseguiu fazer como no segundo tempo do jogo contra o Cruzeiro mesmo com o Gabriel Silva no time. No segundo tempo de hoje, com Elkeson e Diego, funcionou melhor. Precisamos entender qual o tipo de competição estamos enfrentando”.

Após dois jogos seguidos sem saber o que é vencer, o Grêmio passa a ser o 6° com 11 pontos e vai jogar bem pressionado diante do Criciúma, quinta, às 19h, na Arena.

Você pode gostar

Comentários