Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

‘Se voltar, será muito bem-vindo’, diz dirigente do Grêmio sobre Bolaños

O Grêmio pode ter um reforço para o ataque a partir do meio do ano. Emprestado ao Tijuana, do México, o equatoriano Miller Bolaños ainda tem situação indefinida após o término do contrato de empréstimo e pode retornar a Porto Alegre. Na coletiva desta segunda-feira, durante a apresentação do centroavante André, o executivo gremista André Zanotta explicou a situação.

De acordo com o dirigente, Bolaños precisa fazer 30 jogos na liga mexicana para que o Tijuana ative a cláusula de compra. Neste momento, essa cota de jogos ainda está distante e dependeria de um bom desempenho do clube na reta final do campeonato local.

“Em contrato, são 30 jogos da Liga Mexicana que ele tem que fazer para ser comprado. Não 30 jogos no total pelo Tijuana. Na verdade, ele fez 19 jogos pela Liga, então ainda faltam 11. E ele só completaria estes onze se chegasse a final do campeonato mexicano na condição atual”, destacou Zanotta.

No México, Bolaños tem contrato até o dia 30 de junho e o Grêmio mantém aberta a possibilidade de conversar com o Tijuana até lá. Caso ele de fato volte à Arena, será "muito bem-vindo".

“Se ele voltar, é um jogador do Grêmio. Tem contrato até dezembro do ano que vem. É um jogador que todo mundo aqui sabe da qualidade e, se voltar, seria muito bem-vindo”, finalizou o executivo.

Pelo Grêmio entre 2016 e 2017, Miller Bolaños anotou 15 gols em 46 jogos. O mais representativo foi contra o Atlético-MG, na Arena, na final da Copa do Brasil de 2016. No entanto, lesões e sucessivos problemas particulares alegados pelo jogador abreviaram sua passagem pelo clube.



Veja mais em Sem categoria.

Comentários