Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Ser vice-campeão da Copa do Brasil será mais rentável do que ser campeão da Libertadores

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) estendeu seu calendário de competições. Em 2017, a Copa Libertadores já teve seu início em janeiro e acabou somente em dezembro. Os jogos da Copa do Brasil acontecem, praticamente, de forma paralela à Copa Libertadores.

Para não ficar em "segundo plano" pelos clubes brasileiros, a Copa do Brasil aumentou o valor da premiação em dinheiro ao campeão e seu vice. A partir de 2018, o vencedor receberá R$50 milhões pelo título, sem contar R$ 18,7 milhões diluídos por todas as fases avançadas durante a trajetória até a final. Ou seja, 68,7 milhões de reais em premiações ao campeão. O vice receberá R$ 20 milhões e mais R$ 18,7 mi, também diluídos por todas as fases avançadas durante a trajetória até a final, resultando em 38,7 milhões de reais.

A Copa Libertadores até aumentou as premiações para o campeão e seu vice, mas não chegará perto ao oferecido pela Copa do Brasil. O vencedor da competição continental receberá R$ 20 milhões (+R$ 15 milhões por todas as fases avançadas para chegar à final), resultando em 35 milhões de reais ao campeão. O valor não iguala nem mesmo ao que receberá o vice-campeão da Copa do Brasil (R$ 38,7 mi), por exemplo.

VALORES
Copa do Brasil 2018:

Campeão – R$ 50 milhões
Com bonificação das fases – R$ 68,7 milhões
Vice-Campeão – R$ 20 milhões
Com bonificação das fases – R$ 38,7 milhões

Libertadores 2018:
Campeão – R$ 20 milhões
Com bonificação das fases – R$ 35 milhões
Vice-Campeão – R$ 10 milhões
Com bonificação das fases – R$ 25 milhões

Veja mais em Sem categoria.

Comentários