Ir para o conteúdo principal

STJD recusa efeito suspensivo do Grêmio e Arena seguirá com portões fechados para torcida

Clube tentou liberação da torcida para o restante do Campeonato Brasileiro.

Reprodução / TV

O Grêmio teve o seu pedido de efeito suspensivo negado pelo STJD para ter torcida no estádio até o julgamento por conta da invasão do gramado da Arena após o jogo contra o Palmeiras, no último dia 31 de outubro.

O clube enviou o documento para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva na esperança de poder contar com público em seus jogos tanto na Arena, quanto fora de casa, até que o julgamento, ainda sem data marcada, acontecesse.

Embora tenha destacado que todos os invasores foram identificados e entregues às autoridades, o STJD se mostrou irredutível e manteve a punição provisória.

Relembre o caso

Torcedores invadiram o gramado da Arena após a derrota por 3 a 1 para o Palmeiras, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 31 de outubro, e protagonizaram cenas de vandalismo, destruindo até mesmo a cabine do VAR.

Todos foram identificados pelo clube e entregues as autoridades. Um torcedor, em depoimento a polícia, afirmou que toda a confusão foi incitada pelo centroavante Luiz Adriano, do Palmeiras, que é identificado com o rival Internacional.

O jogador, inclusive, foi chamado para depor sobre o caso.

Veja mais em Torcida do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários