Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Técnico da Seleção Olímpica garante que não haverá desconvocação de Matheus Henrique

O Grêmio está se preparando para solicitar junto a CBF a desconvocação de Matheus Henrique e Phelipe Megiolaro, chamados para compor o time Olímpico brasileiro que disputará um torneio na Espanha. Contudo, em entrevista a rádio Bandeirantes, o técnico da Seleção Sub23 deixou claro que essa possibilidade não existe neste momento.
[bn]2[/bn]
"Os pedidos de liberação não têm sido aceitos, porque se liberarmos para um, todos vão querer que liberem", justificou.

Matheus Henrique é o atleta que mais peso tem para o time, tendo em vista que é titular importante. Porém, o jovem meio campista é visto como atleta fundamental no projeto Olímpico e Jardine, inclusive, lamenta não poder contar com ele em mais oportunidades.

"O Matheus Henrique é um jogador que poderia estar mais conosco, mas alguns fatores o tiraram da gente. Primeiro porque ele estava disputando a Copa do Brasil, e depois quando foi convocado pelo Tite", disse o treinador.

Já Phelipe Megiolaro tem uma situação diferente. Toda vez que é chamado, não apenas é titular, é também um dos principais destaques. O atleta tem um histórico rico dentro da CBF nas competições de base e possui grande conceito com todos. Não à toa, recebeu muitos elogios durante a entrevista do treinador.

"O Phelipe também tem uma história com a Seleção, é um jogador que eu gostaria de contar sempre, e aproveitamos a janela agora para chamá-lo", revelou.
[bn]2[/bn]
A direção gremista definirá se entrará com o pedido de desconvocação nesta segunda-feira. Caso os atletas se apresentem a Seleção Olímpica, ambos perderão pelo menos dois jogos do Campeonato Brasileiro: contra o CSA, na Arena, no dia 7, e a Chapecoense, em Santa Catarina, dia 10. Além desses, a tendência é que eles também fiquem de fora do confronto diante do Flamengo, na Arena, e Palmeiras, em São Paulo, mas isso dependerá da oficialização das datas das partidas, que ainda não foram realizadas pela CBF.

Veja mais

Comentários