Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Torcida do Cruzeiro canta música homofóbica contra o Grêmio; clube pode ser punido

Torcedores locais cantaram música considerada homofóbica pelo menos duas vezes durante o jogo.

Marcelo Jacques Alvarenga / Grêmio FBPA

Em alto e bom som, pode-se ouvir os cânticos considerados homofóbicos da torcida do Cruzeiro durante o confronto contra o Grêmio, na tarde deste domingo, pela 6ª rodada do Brasileirão Série B. O duelo acabou com vitória mineira por 1 a 0.

Nas arquibancadas, os torcedores locais cantaram “arerê, gaúcho dá o c* e fala tchê” a cada lance em que algum jogador do Grêmio caía no gramado ou reclamava com a arbitragem.

“Em alto e bom som pra todo mundo ouvir o que a torcida do Cruzeiro tá cantando. Só não pune se não quiser”, disse uma torcedora gremista nas redes sociais. A repercussão entre torcedores do Grêmio foi grande na web por conta dos cânticos.

+ Áudio do VAR mostra debate na cabine e até surpresa de auxiliar com vermelho a Nicolas; ouça

O Cruzeiro pode ser enquadrado artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que diz: Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

Recentemente, o Fluminense foi condenado a pagar R$ 50 mil por conta do mesmo cântico, em novembro de 2021, em um jogo contra o Internacional, no Maracanã.

Veja mais em Brasileirão Série B.

Você pode gostar

Comentários