Ir para o conteúdo principal

“Você pode tirar mais?”: Mancini teve conversa reservada com direção após derrota em BH

Torcida já não se mostra tão satisfeita com Vagner Mancini

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Com cinco derrotas em sete jogos disputados, o técnico Vagner Mancini já passa a ser alvo de mais cobranças no Grêmio com o time tendo mais de 90% de chances de rebaixamento, segundo cálculos matemáticos. Da parte da direção, houve uma conversa reservada com o treinador no dia seguinte à derrota de 3×1 para o América-MG, fora, no sábado.

Segundo relato do vice de futebol Denis Abrahão ao jornalista Jeremias Wernek, Mancini se disse capaz de conseguir “tirar mais” do elenco gremista, o que convenceu o dirigente:

“Eu perguntei hoje pro Vagner: ‘Tu acha que tem condições de tirar mais com esse grupo de trabalho?’. Ele olhou pra mim e disse: ‘Não acho, eu tenho certeza’. Pra mim basta a palavra de um homem de caráter como é o Vagner. Vamos em frente”, disse Abrahão.

O dirigente entende que Mancini só sai antes de dezembro se o presidente Romildo Bolzan Jr quiser:

“Se depender de mim, ele fica até o fim. Mas eu também não sei se eu fico. O presidente pode não gostar do trabalho e me demitir. Eu saindo, o Vagner perde força. E talvez mude tudo. Mas duvido que isso aconteça. A minha relação com o presidente é excelente. Assumi o Grêmio porque eu amo o Grêmio, mas também porque tenho um carinho especial pelo presidente. E eu sigo achando que posso ajudar”.

Desesperado na tabela, o Grêmio enfrenta o Bragantino, terça, 18h, na Arena, em Porto Alegre.

Veja mais em Vagner Mancini.

Você pode gostar

Comentários