Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Conselho a Orejuela, final contra o Real Madrid e futuro da carreira: Edilson volta a falar do Grêmio

Lateral-direito de 33 anos concedeu entrevista à Rádio Gre-Nal

Edílson em campo pelo Grêmio — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Livre no mercado desde que rescindiu o contrato por uma iniciativa do Cruzeiro, que vive grave crise financeira, Edilson, 33 anos, voltou a falar do Grêmio em uma sincera entrevista dada nesta sexta-feira à Rádio Gre-Nal – separamos abaixo as suas principais aspas.

Conselho a Orejuela: “Teve sim grande chance de retorno no início do ano, mas por ambas partes acabou não acertando. Tem caras que eu gosto demais, Maicon, Geromel, Kane, Marcelo Oliveira. O meu conselho para o Orejuela foi ‘vai com os olhos fechados porque é um grande clube. É um jogador com características ofensivas”.

Final do Mundial contra o Real Madrid: “Acredito que se tivéssemos o Maicon ou o Arthur, teríamos chances de enfrentar mais de igual para igual. Tínhamos Jailson e Michel, que eram de características parecidas, mais defensivas”.

Carreira: “Tenho 33 anos, penso que posso jogar pelo menos mais 4 anos em alto nível. Estou muito bem fisicamente”.

Gre-Nal: “Nós pegamos o Inter em baixa em 2016, e nós conquistando tudo. O clássico de maior rivalidade do Brasil é o do Rio Grande do Sul. É muito bom jogar. Mas fora de campo há um respeito muito grande entres os jogadores”.

Rodrigo Dourado: “Há um arrependimento sim em relação ao Rodrigo Dourado, por tudo que a gente representa para as crianças. Mas dentro de campo, com ânimos à flor da pele, é difícil controlar. Também ninguém é santinho, mesmo que pareça fora de campo”.

Veja mais

Comentários