Ir para o conteúdo principal

Dênis Abrahão aponta erro do Grêmio em rescisão de contrato com Maicon: “Canhão no vestiário”

Jogador deixou o Tricolor no meio da temporada, após polêmica expulsão contra o Corinthians.

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Dênis Abrahão criticou a forma como o Grêmio conduziu a saída de Maicon no final do mês de agosto. O volante rescindiu contrato com o clube após derrota e expulsão no jogo contra o Corinthians, na Arena.

O dirigente deu a entender que a saída do volante foi “fatal” e serviu como um “canhão” dentro do vestiário.

“Ruptura com jogador líder da equipe, do grupo. Esse jogador em comum acordo com a direção ou tomada de decisão não sei de quem, sair do grupo no meio de um campeonato, isso é fatal, mortal. Um cara do tamanho do Maicon, da grandeza técnica dele, não pode sair do grupo da forma que saiu. Isso dentro do vestiário é um canhão”, concluiu.

Maicon deixou o Grêmio nesta temporada após o episódio da expulsão diante do Corinthians. O volante era uma das maiores lideranças do grupo, presente nos títulos importantes da história recente do clube.

Você pode gostar

Comentários