Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Dirigente do Grêmio confirma que cláusula contratual pesou para a rescisão de Thiago Neves

Possibilidade de uma permanência em 2021 preocupava dirigentes.

Thiago Neves treina no Grêmio — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O desligamento do meia Thiago Neves realizado hoje pelo presidente Romildo Bolzan foi fruto de uma longa observação. A decisão teve como base a possibilidade do jogador atingir nos próximos dias a cláusula que lhe garantiria a renovação automática até o final de 2021.

Em contato com a reportagem do Gremistas.Net, um dirigente do clube confirmou a informação, além de acrescentar que a rescisão neste momento dará a possibilidade de Thiago Neves ainda defender outra equipe do Brasileirão, já que ainda não atuou em 7 jogos pelos Grêmio no torneio.

“É verdade. E também para propiciar ao atleta oportunidade em outras equipes na competição”, disse.

Thiago precisaria ser relacionado nos próximos jogos da equipe para garantir o vínculo até o final do próximo ano. Segundo relatos, o técnico Renato Portaluppi foi apenas comunicado da decisão e não foi peça atuante na história.

O futuro de Thiago Neves deverá ser o Fluminense, pelos relatos vindos do Rio de Janeiro. A rescisão contratual foi uma escolha do presidente Romildo Bolzan, que perdeu a paciência com o desempenho apresentado pelo meia.

Clique aqui para receber todas as notícias do Grêmio em nosso grupo no Telegram.

Veja mais

Comentários