Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Dirigente do Grêmio fala sobre caso de Marcelo Hermes: “Não entrou nenhum dinheiro nos nossos cofres”

Nestor Hein classifica situação como "absurda"

Foto: Imago

A negociação entre Grêmio e Benfica por Marcelo Hermes virou caso de justiça, em Portugal.

Os valores da negociação estão sendo analisados e o caso está, neste momento, no tribunal. Na época, após desacerto com o Grêmio, Marcelo Hermes assinou por cinco temporadas com o Benfica.

Como não tinha mais contrato com o Grêmio, e negociação deveria ter saído a custo zero. Porém, segundo revelou o jornal Record, de Portugal, o Benfica teria gasto 2,9 milhões de euros para contratar o lateral.

O caso vem sendo investigado na justiça e o diretor jurídico do Grêmio, Nestor Hein, conversou com o repórter André Silva, de GZH, e falou sobre o assunto.

“Esta situação é absurda, porque o Marcelo Hermes saiu do Grêmio, livre, porque não quis mais jogar no clube. Fez um pré-contrato e quando saiu não entrou nenhum dinheiro nos nossos cofres. Então não temos nenhuma ligação com esse assunto”, afirmou Hein.

Hermes hoje veste a camisa do Marítimo, também de Portugal, e recentemente afirmou que se arrepende de ter saído do Grêmio da forma com que saiu.

Comentários