Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Entre risadas, Luxemburgo explica maneira ‘inusitada’ de como foi demitido do Grêmio em 2013

Em entrevista descontraída para o canal Desimpedidos, do Youtube, o técnico Vanderlei Luxemburgo explicou os motivos de sua saída conturbada do Grêmio em 2013. Segundo ele, tudo começou pela troca de presidentes. Na ocasião, Paulo Odone perdeu as eleições para Fábio Koff.

— Saí porque o presidente Paulo Odone não ganhou (a eleição) e entrou o Fábio Koff, que já entrou praticamente certo de que ia me tirar, porque eu não era dele, eu era (contratado) do Paulo Odone. Eu tive 100% de aprovação e então ele teve que renovar o contrato comigo, mas não era uma coisa que ele queria – Contou.

Luxemburgo explica como foi sua demissão

— Eu sai do Grêmio por uma bobagem. Fábio Koff me mandou uma ordem para tirar um jogador de uma viagem. Falei: como é que é? Então um diretor chegou pra mim e disse: "Vim trazer uma ordem do presidente Fábio Koff". Eu (Luxemburgo) respondi: "faz o seguinte. Já que você é garoto de recado, você volta lá e fala o seguinte: Eu faço isso sim, só que quero tudo por escrito. Se não for assim, eu não faço, porque o técnico sou eu". Aí o Fábio Koff mandou dizer: "Então fala pra ele que ele tá demitido". Eu disse: "Pô, você é garoto de recado mesmo hein (risos)".

Pelo Grêmio entre as temporadas de 2012 e 2013, Vanderlei Luxemburgo comandou a equipe em 85 partidas e teve 48 vitórias.

Você pode assistir a entrevista clicando aqui.
 


Compre aqui a camisa do Grêmio
[leia]1[/leia]

Veja mais em Sem categoria.

Comentários