Ir para o conteúdo principal

Direção do Grêmio viaja ao Rio com “missão extra” além de renovação com Renato

Lucas Uebel/Grêmio

Com viagem marcada para o Rio de Janeiro, a nova direção do Grêmio terá duas missões em solo carioca: definir a renovação de contrato do técnico Renato Portaluppi e negociar a permanência de Diego Souza por mais uma temporada no clube.

+ Grêmio oficializa ofertas para craque do campeonato uruguaio e meia ex-Boca Juniors

Principal artilheiro do Grêmio nos últimos três anos, o centroavante tende a seguir no tricolor para 2023. A continuidade do jogador é uma exigência de Renato, que indicou seu retorno ao clube em 2020, mas também um desejo de Alberto Guerra, novo presidente do tricolor.

Diego Souza encontra-se em recuperação de cirurgia para correção de uma hérnia inguinal que o atrapalhou durante toda a temporada. Mesmo assim, encerrou o ano como o principal goleador da equipe, balançando as redes em 19 oportunidades em 49 jogos disputados. Além disso, distribuiu 5 assistências.

Diego Souza pretende encerrar a carreira se não renovar com o Grêmio

Aos 37 anos de idade, Diego Souza condiciona sua continuidade no futebol a uma renovação de contrato com o Grêmio. Se não houver, deve pendurar as chuteiras.

“Ou jogo no Grêmio, ou encerro a carreira em 2023. Na minha idade, preciso de estrutura e de um time bom, além de estar ambientado e feliz. Se tiver de jogar mais um ano, seria uma honra enorme”, disse Diego Souza em entrevista no último mês de agosto.

Voltar para o topo