Ir para o conteúdo principal

Grêmio fica perto de quinta final em menos de dois anos da ‘era Renato’

A vitória por 3×0 na partida de ida da semifinal do Gauchão sobre o Avenida, fora de casa, neste domingo, deixou o Grêmio em uma condição muito boa para jogar a sua quinta final de campeonato desde a volta de Renato Gaúcho ao clube, que ocorreu em setembro de 2016. Na época, a diretoria optou pelo ídolo para substituir Roger Machado.
[bn]50[/bn]
De cara, Renato já se tornou fundamental na quebra do longo jejum de títulos, que já durava 15 anos. Com ele no comando, o clube despachou o Atlético-MG na final da Copa do Brasil e tornou-se pentacampeão da mais importante disputa de mata-mata do futebol brasileiro.

O ano seguinte trouxe mais duas finais. Prioridade absoluta de 2017, o Grêmio fez bonito na Libertadores e obteve o tricampeonato com duas vitórias nas finais sobre o Lanús, na Argentina. No Mundial da Fifa, em dezembro, a história foi outra. Depois de passar pelo Pachuca, na semi, o time gaúcho não foi páreo na finalíssima para o Real Madrid de Cristiano Ronaldo.

Na entrada do novo ano, outra final. Em decorrência do título da Libertadores, o tricolor abriu 2018 disputando a Recopa Sul-Americana e ficou com mais essa conquista ao bater o Independiente, nas penalidades máximas.
[bn]51[/bn]

As finais do Grêmio de Renato Gaúcho:

Grêmio x Atlético-MG – Copa do Brasil 2016 – título

Grêmio x Lanús – Libertadores 2017 – título

Grêmio x Real Madrid – Mundial 2017 – vice

Grêmio x Independiente – Recopa 2017 – título

Voltar para o topo