Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Volante Souza revela mágoa e diz que Renato perseguia Zé Roberto no Grêmio

Gazeta Press

O volante Souza revelou uma mágoa antiga do técnico Renato Portaluppi, do tempo em que foi comandado pelo treinador no Grêmio. Mais do que isso, o jogador afirmou que o ídolo gremista perseguia Zé Roberto.

+ Ex-Grêmio, volante Souza detona Renato e diz que treinador trabalha muito pouco

Souza relembrou um episódio em que Renato proibiu as reuniões religiosas, liderada pelo ex-meia, entre os jogadores. O intuito, acredita o volante, era desbancar Zé Roberto para ser o “o cara” do Grêmio.

“Com Renato eu fiquei muito chateado com uma questão extra-campo lá no Grêmio. Quando o Renato chegou, ele estava de alguma forma querendo afetar o Zé (Roberto). O Zé sempre teve muita moral lá no Grêmio, e ele queria tirar o Zé por quê, sei lá, se na época ele ainda tinha a mentalidade de querer ser o ‘o cara’”, disse Souza em entrevista ao Charla Podcast nesta quarta-feira. O meio-campista ainda completou:

“Querendo ou não, o Zé é o Zé. Não dá para você comparar o nível de carreira, por mais que o Renato tenha ganho muitos títulos. E aí ele ficava com aquela implicância com o Zé. E por o Zé ser cristão também, a gente fazia reunião (de oração) sempre na concentração. Uma vez ele (Renato) ficou sabendo e mandou acabar com a nossa reunião. Ele queria afetar o Zé”, desabafou o volante.

Reprodução

Críticas ao trabalho de Renato

Na mesma entrevista, Souza fez duras críticas ao trabalho de Renato, com quem dividiu o vestiário no Grêmio durante a temporada de 2013.

“[…] Eu trabalhei muito com o Renato (lá no Grêmio) também… zero trabalho. Zero, zero. É resenha. As pessoas falam: ‘Ah, mas dá resultado’. Depende […] O Renato ganhou muita copa lá no Grêmio e tal, mas vê o que que ele fez no campeonato brasileiro? Nunca fez nada”.

Você pode gostar

Comentários