Ir para o conteúdo principal

Bolzan coloca Douglas e Marcelo Oliveira como duas das contratações mais “emblemáticas” da gestão no Grêmio

Presidente reviveu primeiros passos de sua gestão na temporada de 2015

Desde o início de 2015, Romildo Bolzan mantém uma gestão no Grêmio equilibrando finanças e retomando o caminho dos títulos em campo, o que faz, mesmo na condição de presidente, cada vez mais ídolo da torcida. Entre acertos – muitos -, e também erros, claro, ele citou em live com o jornalista Duda Garbi, da Rádio Gaúcha, quais as duas contratações mais “importantes e emblemáticas” desde que chegou ao clube.

E dá para considerar que a resposta é surpreendente. Bolzan citou que as suas duas primeiras, logo na abertura de 2015, foram as mais impactantes: o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira e o meia Douglas.

“Marcelo Oliveira e Douglas. Era o simbolismo de serem as duas primeiras. O Marcelo tinha problema de joelho e foi fazer exames. O médico diagnosticou. E o Marcelo nos ligou e falou para botar no contrato que se aquela lesão o impedisse de jogar, não seria mais jogador do Grêmio. Mas não teve mais problemas com ela. Pra mim, foi um dos mais importantes do 3° lugar do Brasileirão de 2015 e depois a Copa do Brasil de 2016”, disse, antes de falar do “maestro”:

“E a segunda contratação é o Douglas. Essa sim. Refinou o time. Deu um caráter de refino, leveza, inteligência, diferente na posição que joga. Ele chegou naquele jeitão malandro dele, malandro do bem, no gabinete da presidência. Ali foram as contratações mais emblemáticas. Jogadores que queriam reafirmar a carreira para mostrar que ainda poderiam ser campeões. E foram”, completou.

Dos dois, apenas Marcelo Oliveira segue no elenco. Ele está se recuperando de lesão grave no joelho e tem contrato até o final de 2020. Já Douglas deixou o clube no final da temporada de 2018 e atualmente defende o Brasiliense.

Comentários